Produtos personalizados Babi Marruecos

quinta-feira, 29 de setembro de 2011

É o amooor 
Sou o Barum, um labrador de 12 anos que
tem muita história pra contar. Uma delas
 é especial: coloquei a cabeça entre duas
 pilastras pra dar um chamego em uma das
minhas namoradas, a boxer Xênia. Adivinha,
fiquei entalado. Foi preciso quebrar o muro com  
um martelo. O amor faz perder a cabeça.

terça-feira, 27 de setembro de 2011

Quem não gosta de ser mimada?
Já viu uma poodle com patinhas tortas?
Muito prazer, sou a Paty. Eu fiquei assim porque
sofri maus tratos quando era pequena. Nem me lembra.
Mas depois fui adotada por uma família maravilhosa e
sou mimada até dizer chega. Aproveito e finjo que estou
mancando quando quero colo ou algum petisco.
Não é que sempre funciona!

quinta-feira, 22 de setembro de 2011

 Billy antes e depois
Me deram de presente como se fosse um poodle nº1.
Inclusive o veterinário disse que meu pelo iria ficar
enrroladinho e com a cor uniforme. Mas eu não
parava de crescer e minha pelagem foi ficando cada
vez mais lisa e contrastante. Até que se tocaram
que eu era um belo de um vira-lata. Esse detalhe
não mudou nada o amor que todos sentem por mim.

terça-feira, 20 de setembro de 2011

Uma libélula em apuros
Sou a Sculy, uma golden muito entusiasmada.
Tava descansando na garagem, quando uma
libélula me chamou a atenção. Não tive dúvida,
tentei pegar a coitadinha. Imaginem uma golden
enlouquecida em cima do capô do carro! Depois
disso fizemos um trato: eu não pulo mais no carro
(até parece), mas posso passear dentro dele.

quarta-feira, 14 de setembro de 2011

Com a cabeça na Lua
Me chamo Lua, dizem que sou a yorkshire mais loira 
e linda que existe. Um dia, sem que percebessem, 
saí e fiquei um tempão no hall de entrada. Pintou 
um desespero quando não me acharam. Foi aí que 
ouviram um barulhinho, era eu  arranhando a 
porta. Entrei em casa, não sem antes dar aquele 
olhar que dizia: me deixaram pra fora? 
Tão com a cabeça na Lua?

terça-feira, 13 de setembro de 2011

A grande família
Sou o Alfredo, um border collie que tem 16 irmãos, 
galos e galinhas.  Como você explicaria isso? Adoro 
fazer trilha na mata com o pessoal, nadar, fazer 
uma social. Mas só de pensar em entrar no carro, me dá 
enjôo. Já batizei o banco umas cem vezes. Quando era 
pequeno, enquanto minha mãe lia um livro sobre
 adestramento, eu comia o de comportamento animal. 
Um dia pingaram pimenta brava baiana nos buracos 
que eu fazia no jardim, lambi todo o potinho que estava 
no chão. Quem disse que cachorro não gosta de pimenta?

quinta-feira, 8 de setembro de 2011

terça-feira, 6 de setembro de 2011